Candidatos do MS devem ficar livres da `Ficha Limpa¿

A avaliação é do presidente da Comissão criada pela OAB-MS para acompanhar a eleição no Estado

Marcello Sigwalt - iG Brasília |

A Lei da Ficha Limpa não deve impedir candidato algum de concorrer no Mato Grosso do Sul. A avaliação é do presidente da Comissão Especial de Acompanhamento das Eleições 2010 da Ordem dos Advogados do Brasil, seção Campo Grande (OAB-MS), Daniel Castro. “Como não temos candidato com condenação criminal, a Ficha Limpa não deverá ser aplicada este ano”, afirmou.

No momento, a Comissão da OAB-MS investiga denúncias contra duas candidaturas majoritárias no Estado, relacionadas com corrupção de eleitores para fixação de faixas de campanha em propriedades privadas e oferta de alimentos e bebidas alcoólicas em comícios. Segundo Castro, as candidaturas não podem ser identificadas porque o processo corre em segredo de Justiça.

Composta por 20 advogados, a comissão acompanhará e fiscalizará o pleito, juntamente com o Ministério Público Eleitoral e o Tribunal Regional Eleitoral (TER-MS). Após o lançamento, na semana passada, da campanha e do site “Eleições Limpas”, a Comissão colocou à disposição da população o serviço Disque Denúncia (67 8121 5878).

Sobre as denúncias, Castro explicou que, a princípio, só serão aceitas aquelas em que o denunciante se identificar ou que seu teor justifique uma investigação mais profunda por parte do Ministério Público Eleitoral. Em todo o Estado, serão realizadas palestras, debates com a população, além de sabatinas com os candidatos majoritários.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG