Brenda Rocha Tavares: "minha irmã era tudo pra mim"

Corpo de Bianca, irmã gêmea de Brenda, que ainda está com bala alojada na cabeça, será enterrada no cemitério de Murundu

Priscila Bessa, iG Rio de Janeiro |

Ainda com uma bala alojada na cabeça, Brenda Rocha Tavares recebeu a notícia da morte de sua irmã gêmea, Bianca, na manhã dessa sexta (8). “Minha irmã era tudo pra mim”, disse consciente e muito abalada. A menina está internada em estado estável na enfermaria do Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (Into), no centro do Rio de Janeiro.

Segundo Alex Paiva Damasco, tio das gêmeas, Brenda sofreu uma cirurgia na mão para reconstruir nervos, músculos e tendões que foram atingidos por uma bala durante a tragédia na escola Tasso da Silveira, em Realengo. “Ela tem uma bala alojada na cabeça do tiro que recebeu no pescoço. Os médicos ainda vão avaliar melhor a situação dela antes de fazer outra cirurgia”, disse Alex.

Renata Rocha, mãe das meninas, deixou há pouco a igreja Estrela do Nascente, em Bangu, onde está sendo realizado o velório de Bianca, para tomar um banho e trocar de roupa. De lá, ela segue para o enterro no cemitério do Murundu. Segundo Alex, Renata está bem abalada e totalmente descompensada. “Não fala coisa com coisa e está sob o efeito de calmantes. Ela só fala assim: minha filha morreu, mas ela está com o semblante bonito e sereno”. 

    Leia tudo sobre: escolamassacregêmeas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG