Personagens de Walt Disney abrem festa dos 50 anos de Brasília

Brasília, 21 abr (EFE).- A celebração do cinqüentenário de Brasília começou hoje com um desfile de personagens de Walt Disney, capaz de tirar cabelos brancos verdes do arquiteto Oscar Niemeyer, 102 anos, pai da cidade e comunista irredutível.

EFE |

Liderados por Mickey Mouse, o Pato Donald e outros célebres personagens nascidos da imaginação da Disney e seus colaboradores, além de 500 artistas e dançarinos montados em carroças, encantaram os adultos e as crianças concentradas na Esplanada dos Ministérios, o coração do poder em Brasília.

A população da cidade criada a partir de zero para substituir o Rio de Janeiro como capital do Brasil foi às ruas para festejar os primeiros 50 anos de sua fundação, no dia 21 de abril de 1960, e ao meio-dia de hoje calculava-se que 400 mil pessoas se concentravam na Esplanada dos Ministérios.

Um dos personagens mais aplaudidos no desfile foi Zé Carioca, um papagaio nascido nos anos 40, que se tornou quase em um símbolo do Brasil no mundo e que inclusive inspirou os chapéus carregados de bananas e frutas que caracterizaram a cantora e atriz Carmen Miranda.

Os comunistas de então foram muito críticos a Zé Carioca e Carmen Miranda, que acusavam de representar os valores do "capitalismo" encarnados por Hollywood e pelos Estados Unidos.

A decisão das autoridades locais de incluir os personagens da Disney nas celebrações contrastou com as afirmações, publicadas hoje na imprensa local, de Niemeyer, criador de muitos dos principais palácios da nova capital.

"Depois que se inaugurou Brasília, chegaram os homens do dinheiro, do capital, e tudo mudou. Chegaram a individualidade e a vaidade mais detestáveis e os hábitos mudaram gradualmente, para adquirir aqueles da burguesia que reprovamos", afirmou.

No meio do desfile dos personagens da Disney, houve algumas manifestações contra a corrupção. Nos últimos meses escândalos movimentaram a cidade e acabaram com a cassação de José Roberto Arruda, que governou a cidade até fevereiro e que chegou a ser detido pela Polícia.

"Brasília, 50 anos, e para celebrar soltaram ao bando", dizia um grande cartaz exibida por um grupo de manifestantes, em alusão a uma decisão judicial que colocou Arruda em liberdade há 15 dias.

A festa na capital segue durante todo o dia e termina à noite com um concerto ao ar livre com artistas como Milton Nascimento e Daniela Mercury. EFE ed/pb

    Leia tudo sobre: aniversário

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG