Brasileiros 'invadem' restaurantes de chefs britânicos famosos

Em restaurante de Jamie Oliver público do Brasil é o segundo maior em estrangeiros

BBC Brasil |

selo

Turistas brasileiros vêm ocupando cada vez mais mesas em restaurantes de chefs britânicos famosos, como Jamie Oliver e Gordon Ramsay, segundo funcionários e especialistas do setor de viagens. No Fifteen, restaurante fundado por Jamie Oliver para treinar jovens chefs em Londres, os brasileiros já são a segunda nacionalidade mais comum entre os frequentadores estrangeiros, atrás apenas dos alemães.

Getty Images
Nomes famosos como o do chef Jamie Oliver atraem turistas
O brasiliense Fernando Matumato, responsável pela harmonização entre pratos e vinhos no Fifteen e funcionário mais antigo da casa, diz que encontra conterrâneos todos os dias. "Brinco com os outros funcionários que o avião vem do Brasil e já aterrissa aqui na porta do restaurante", disse ele à BBC Brasil.

"Tem muita gente que pergunta onde está o Jamie Oliver. Quando comecei, ele ainda ficava por aqui, na cozinha, hoje ele está ocupado demais. Está sempre gravando programas de TV, escrevendo livros, abrindo outros restaurantes."

'Preços razoáveis'

A jornalista Flávia Massara veio para a Grã-Bretanha em maio deste ano com o marido e visitou não só o Fifteen, como o Jamie's Italian, nova cadeia de Jamie Oliver, que ficou famoso no Brasil por causa dos programas de televisão e livros de receita. "Decidi ir porque é uma chance de conhecer restaurantes de chefs renomados e provar a comida por menos da metade do preço que pagamos aqui, no Rio de Janeiro", disse Massara à BBC Brasil.

"No Fifteen, comemos uma entrada com frios, legumes e queijos, pedimos dois pratos principais, tomamos vinho, café e licor e ainda compramos lembrancinhas do restaurante pelo equivalente a R$ 185."

O consultor de viagens da Master Turismo, Luiz Augusto Guadalupe, diz que cada vez mais clientes pedem reservas em restaurantes de chefs britânicos conhecidos. "É uma atracão a mais para quem vai a Londres ir a esses restaurantes. Principalmente para a clientela classe A, para quem a gastronomia é uma parte importante da viagem", explica ele.

"Esses chefs famosos, como Jamie Oliver, estão até ajudando a mudar a imagem de que a Grã-Bretanha não tem uma gastronomia tão boa como a de alguns países vizinhos, como França e Itália", diz Guadalupe, que trabalha com turismo há 25 anos.

Três estrelas

A publicitária e estudante de gastronomia Laura Goldmeier, que passou uma semana em Londres a caminho da Índia, em fevereiro, resolveu ir a um restaurante com as três cobiçadas estrelas do Guia Michelin e acabou escolhendo o do chef Gordon Ramsay, na Hospital Road. "A impressão que tenho dele (Ramsay) é de um profissional extremamente exigente e bem sucedido, com temperamento forte e marcante, e que hoje é mais uma celebridade ou homem de negócios do que um chef propriamente dito", disse ela.

"Mas fazendo uma pesquisa, achei o site do restaurante bastante explicativo, com menu completo, o que me convenceu a fazer a reserva." "O restaurante conseguiu me surpreender positivamente do início ao fim. O nível do serviço, onde cada prato é checado pessoalmente pelo maître antes de sair da cozinha, é impecável. Não só pela eficiência mas também pela simpatia, tato e conhecimento que os profissionais demonstram ter. Acredita que até português o garçom dos queijos falava?"

Goldmeier descreve a experiência com detalhes, e fotos de cada prato, no blog comercomer.co e diz que, apesar de ser difícil decidir, a entrada com camadas de massa de castanha recheadas com lagosta, frango e espinafre está no topo da lista dos melhores pratos que já comeu.

A psicóloga Ana Carolina de Oliveira Costa, que vive em São Paulo, também decidiu comemorar os dois anos de casamento em um restaurante de Ramsay: o Maze. "Conhecia o Gordon Ramsay da TV e dos livros, mas foi minha irmã, que morava em Londres, que me recomendou o restaurante", disse ela. "Nunca fui a lugar assim. Pedimos um menu degustação com seis pratos e foi tudo perfeito, muito caprichado." Mas nem todas as experiências atendem as altas expectativas dos clientes brasileiros. Flávia Massara disse ter ficado um pouco desapontada com a simplicidade do menu e com a execução de um dos pratos no Jamie's Italian. A mineira elogiou, no entanto, o ambiente do restaurante que já tem 24 filiais na Grã-Bretanha e duas no exterior: em Sydney e Dubai. "Fora os restaurantes do Jamie Oliver, tive uma surpresa muito boa nos pubs britânicos. Comi ótimos pratos, muito bem apresentados", disse Massara.

Jeanine Pires, ex-presidente da Embratur e presidente do Conselho de Turismo e Negócios da Fecomércio São Paulo, acredita que os chefs celebridades acabam contribuindo para que os brasileiros vejam que a Grã-Bretanha tem uma cozinha internacional de vanguarda. "Londres está sempre à frente em termos de gastronomia internacional, com sabores de vários lugares do mundo, e também inova em termos de design de restaurantes e do uso de novas tecnologias ligadas à gastronomia."

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG