Zequinha Sarney diz ser o dono de apartamento em São Paulo

O deputado federal Sarney Filho (PV-MA), conhecido como Zequinha Sarney, admitiu no domingo, por meio de nota, ser o dono de fato do apartamento 22 do Edifício Solar de Vila América, no bairro Jardins, em São Paulo. No papel, conforme revelou o jornal O Estado de S.Paulo, o imóvel está em nome da Aracati Construções, Assessoria e Consultoria Ltda, atual Holdenn, empreiteira de um amigo da família com negócios no setor elétrico, conhecido feudo político dos Sarney no governo federal.

Agência Estado |

AE
Fachada do prédio em SP

Fachada do prédio em SP

Foi a Aracati que pagou dois dos três apartamentos do prédio usados pela família do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP).

"Contrato de promessa"

Sarney Filho diz ter comprado o apartamento 22 por meio de um contrato de promessa de compra e venda. Sem explicar em quais condições teria feito o negócio, ele afirma estar pagando o imóvel até hoje e não explica a participação da Aracati na transação.

É um imóvel pequeno (85 m² de área habitável) no mesmo prédio em que morei quando era estudante. Tem seu contrato de promessa de compra e venda registrado em cartório e está devidamente informado na Declaração de bens e direitos no meu imposto de renda, inclusive a quantia já paga, afirma a nota. A escritura definitiva será passada para o meu nome tão logo ocorra a quitação total.

Explicação em xeque

Documentos obtidos pelo jornal "O Estado de S.Paulo" põem em xeque a explicação do deputado. A certidão de ônus emitida pelo cartório do 13º Ofício de Registro de Imóveis de São Paulo, onde está registrado o imóvel, mostra que, desde a aquisição do apartamento pela Aracati, não há qualquer outro registro de mudança de propriedade do imóvel. Nem mesmo o contrato de promessa de compra e venda que Zequinha diz possuir está averbado no registro do apartamento.

Oficialmente, o imóvel é da Aracati. Sobre esse assunto, a legislação brasileira diz, no artigo 1.245 do Código Civil, que a mudança de propriedade não ocorre enquanto não houver registro no cartório de imóveis.

A mesma empresa, a Aracati, foi a responsável ainda pela compra do apartamento de número 32, também usado pelos Sarney. Em junho, o próprio presidente do Senado se hospedou no apartamento. O apartamento 32, também citado na matéria como da família, não nos pertence, afirma o texto.

Sarney

Contatada no domingo, a assessoria de Sarney informou que ele não falaria. O dono da Aracati, o empresário Rogério Frota de Araújo, não atendeu a reportagem.

Leia também:

    Leia tudo sobre: sarney

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG