bobão que virou ídolo teen mundial - Brasil - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
Brasil
enhanced by Google
 

Zac Efron, o bobão que virou ídolo teen mundial

Por Jill Serjeant LOS ANGELES (Reuters) - Zac Efron diz que não curtia muito esportes quando estava no colégio, teve que ser arrastado para o baile de formatura e, na verdade, era um bobão.

Reuters |

Assim, virar um ídolo teen mundial no papel de um astro do basquete que conquista a garota mais bonita da escola na série de enorme sucesso "High School Musical" foi um choque.

"Nem em mil anos eu teria sonhado com isso", disse Efron, 21 anos, à Reuters. "Estudei num colégio normal, e atuar, para mim, foi apenas meu hobby até eu me formar."

Mas depois que ele começou em Hollywood, não parou mais. O papel de Troy Bolton que Efron vem representando há três anos na série popularíssima da Disney vem gerando algo como a Beatlemania entre garotas de todo o mundo antes da estréia, esta semana, de "High School Musical 3 - Ano da Formatura".

Zac namora Vanessa Hudgens, que na tela grande faz o papel de sua namorada, Gabriella Montez, e esse fato parece intensificar seu status de galã e mostrar sob a ótica de um conto de fadas sua própria vida no colégio, que, de acordo com ele, foi muito normal.

"Eu não curtia esportes realmente. Não era nem atleta, nem nerd. Mas existe muito de mim em Troy. Ele é uma espécie de bobão", disse Efron.

ANO DA FORMATURA

"High School Musical" começou em 2006 como telefilme musical e dançante sobre os anos da adolescência. O filme acabou atraindo 255 milhões de espectadores em todo o mundo. Em 2007 chegou o segundo filme feito para a TV, mais shows e concertos com lotação esgotada, atrações em parques temáticos e DVDs cujas vendas bateram recordes.

O novo filme, "Ano da Formatura", é exatamente o que diz seu título. O romance de Troy e Gabriella, que envolve nada mais que beijos, passa pelo último semestre do colégio e culmina num romântico baile de formatura, com valsas, smokings e vestidos maravilhosos.

As memórias do próprio Zac Efron de seu baile de formatura não são tão perfeitas.

"Os caras vão porque são obrigados, mas para as garotas é um grande programa. Você se esforça. No meu caso, me arrastaram para alugar um smoking. Os smokings nunca caem bem", disse ele.

Com Troy se despedindo do colégio East High, o californiano Zac Efron acha que sua maior atuação ainda está por vir.

Ele está em dois filmes a serem lançados - a comédia romântica familiar "17 Again", sobre um homem adulto que deseja poder voltar à época do colégio, e "Me and Orson Welles", em que representa um adolescente dos anos 1930 que sonha em atuar na Broadway.

Efron também está em negociações para estrelar um remake do musical clássico de 1984 "Footloose - Ritmo Louco".

"Estou tentando diversificar e me transformar. Estou aprendendo muito sobre atuar e estou começando a admirar atores como Leonardo DiCaprio e Johnny Depp, que se transformam constantemente. Mas não estou levando nada muito a sério no momento. Estou me divertindo", disse o ator.

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG