YouTube bloqueia exibição de videoclipes no Reino Unido

LONDRES ¿ O site de vídeos YouTube começou hoje a bloquear a transmissão dos vídeos musicais mais populares fornecidos pelas gravadoras no Reino Unido, após não chegar a um acordo com a organização que representa os compositores sobre quanto pagar pelos direitos autorais das músicas.

EFE |

O YouTube, que pertence ao Google, informa em seu site que manteve, nos últimos meses, intensas negociações com a PRS for Music, que representa os autores no Reino Unido, sem chegar a um acordo.

O diretor da divisão do Youtube de vídeos para Europa, Oriente Médio e África, Patrick Walker, acusa a PRS de pedir um preço "proibitivo" pela licença e de "falta de clareza" sobre os direitos autorais.

"Valorizamos a criatividade dos compositores e trabalhamos duramente para que recebam um lucro significativo pela transmissão de seus trabalhos pela internet, mas a PRS está nos pedindo uma quantidade muito acima do antigo acordo, o que não nos podemos permitir", acrescentou Walker.

Segundo ele, a PRS também não detalhou com clareza os direitos de que músicos estão incluídos na licença.

O executivo-chefe da PRS for Music, Steve Porter, respondeu, em nota, que se trata de "um exemplo clássico da luta de Davi contra Golias", e que o aumento do preço da licença corresponde ao aumento de popularidade do site.

Além disso, afirmou que a associação está "indignada e decepcionada" por esta "ação drástica", que "só prejudica os consumidores e os compositores que representamos".

Desde a meia-noite, os videoclipes musicais mais famosos do Reino Unido foram retirados do servidor, mas o YouTube afirma que o bloqueio é temporário e que continuará trabalhando para conseguir um acordo "aceitável" para ambas as partes.

De qualquer forma, a medida afeta somente os vídeos fornecidos pelas gravadoras, não incluindo os colocados pelos usuários, que permanecem disponíveis.

    Leia tudo sobre: you tube

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG