Yoko Ono será homenageada na próxima Bienal de Arte de Veneza

Roma, 24 fev (EFE).- A artista japonesa Yoko Ono, viúva do ex-Beatle John Lennon, receberá o Leão de Ouro por sua carreira na 53ª edição da Bienal de Arte de Veneza, a ser realizada entre 7 de junho e 22 de novembro.

EFE |

A distinção foi concedida também ao pintor americano John Baldessari. Ambos serão premiados no próximo dia 6 de junho em Veneza, um dia antes da abertura, informou hoje a organização do evento em comunicado de imprensa.

"Os leões de ouro à carreira homenageiam dois artistas cujo trabalho de vanguarda abriu novas possibilidades de expressão poética, conceptual e social para profissionais de todo o mundo, que se expressam através de todo tipo de linguagem", comentou Daniel Birnbaum, diretor do evento.

"Yoko Ono e John Baldessari deram forma à nossa compreensão da arte e sua relação com o mundo no qual vivemos. Seu trabalho revolucionou a linguagem e seguirá como fonte de inspiração para as gerações futuras", completou.

A organização da Bienal de Arte, que este ano tem como título "Fare Mondi" ("Fazer Mundos", em português), ressalta o trabalho artístico de Ono como figura-chave da arte do segundo período pós-guerra mundial e como pioneira das técnicas conceptuais.

"Muito antes de se tornar ícone da cultura popular, ela desenvolveu estratégias artísticas que deixaram um legado em seu Japão natal como no Ocidente", diz o comunicado.

Já o americano Baldessari é destacado por sua capacidade de desenvolver uma linguagem visual própria e específica.

A próxima Bienal de Arte de Veneza será apresentada à imprensa em várias cidades: dia 23 de março em Roma, um dia depois em Berlim, em 26 de março na capital francesa, Paris, 24 horas depois em Londres e finalmente dia 30 de março em Nova York.

    Leia tudo sobre: yoko ono

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG