SÃO PAULO ¿ A temporada cinematográfica mais importante da capital paulista e um dos maiores eventos culturais do país começa na próxima sexta-feira (17). A 32ª edição da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, que se estende até 30 de outubro, foi apresentada neste sábado pelo casal Leon Cakoff e Renata Almeida, diretores do evento, ao lado do secretário municipal de Cultura, Carlos Augusto Calil, e anunciaram as principais novidades deste ano. Dos 454 filmes de 75 países selecionados para a programação, o destaque fica por conta das ilustres presenças do ator porto-riquenho Benicio Del Toro e do cineasta alemão Wim Wenders.

Acordo Ortográfico

Del Toro estará em São Paulo para a exibição de Che, de Steven Soderbergh, épica cinebiografia de Ernesto Che Guevara, com quatro horas de duração, que rendeu ao ator o prêmio de intepretação masculina no Festival de Cannes. O filme marcará o encerramento da Mostra, juntamente com um show da atriz, cantora e diretora portuguesa Maria de Medeiros, que preparou um repertório exclusivo com músicas brasileiras das décadas de 1960 e 70.

Wenders, por sua vez, diretor de filmes como Asas do Desejo, Paris, Texas e do documentário Buena Vista Social Club, finalmente aceitou o convite para vir ao Brasil. A Mostra tem uma lista de pessoas que convida todos os anos para participar, e Wenders era a principal delas, revelou Renata. O cineasta fez uma rápida passagem pelo País em agosto, mas volta à capital paulista para apresentar seu último trabalho, The Palermo Shooting, e receber o Prêmio Humanidade, homenagem que o festival já prestou anteriormente a Manoel de Oliveira, Amos Gitai e Eduardo Coutinho, entre outros.

Wenders também é o curador da mostra paralela Carta Branca a Wim Wenders, na qual escolheu livremente 15 títulos para incluir na programação. Ele optou por revelar diretores novos, em filmes em sua maioria deste ano, explicou Renata. Assim, ao lado de longas de estreantes como Longe Dela, de Sarah Polley, e Bye Bye Blackbird, de Robinson Savary, estão obras de mestres como Jean-Luc Godard (O Pequeno Soldado), François Truffaut (A Sereia do Mississipi) e o japonês Yasujiro Ozu (A Rotina Tem Seu Encanto, Fim de Verão), um de seus cineastas favoritos.

Do Japão, também vem uma retrospectiva dedicada ao diretor Kihachi Okamoto, que trará 14 de seus 39 longas-metragens. Um dos grandes nomes do cinema japonês, Okamoto permaneceu à margem dos holofotes e agora está sendo resgatado, apontou Cakoff, que ainda narrou a difícil negociação para trazer os filmes a São Paulo.

Outra homenagem ao centenário da imigração japonesa foi a escolha da artista Tomie Ohtake para produzir o cartaz da Mostra, pela terceira vez, e atualizar o troféu que é entregue aos vencedores das seções competitivas, a partir das escolhas do júri formado neste ano pelo britânico Hugh Hudson (Carruagens de Fogo), o brasileiro Jorge Bodanzky, o produtor alemão Meinolf Zurhorst, o francês Nicolas Klotz e a iraniana Samira Makhmalbaf.

"Garapa", documentário de José Padilha, será exibido pela primeira vez / Reuters

A fome de Padilha

Entre os cineastas brasileiros, a expectativa fica por conta da première mundial de Garapa, novo documentário de José Padilha, diretor do sucesso Tropa de Elite. O filme, que está sendo finalizado no Rio de Janeiro, aborda a questão da fome no mundo ao acompanhar o sofrido dia-a-dia de famílias brasileiras e, segundo Cakoff, tem tudo para ser uma das sessões mais explosivas da Mostra.

Os 90 anos que o cineasta sueco Ingmar Bergman completaria em 2008 serão lembrados com um retrospectiva de filmes raros do diretor, em cópias novas de 35mm. É o caso de Crise (1946), Prisão (1949) e Rumo à Alegria  (1950). Também ficará exposta no Conjunto Nacional uma seleção de fotografias dos bastidores da carreira de Bergman no cinema e no teatro, registradas entre as décadas de 1950 e 80.

As sessões gratuitas acontecem mais uma vez neste ano, no vão livre do Masp e na FAAP, assim como o Festival da Juventude, aberto a estudantes secundaristas, com sessões diárias no Cine Bombril e no Cine Olido. Outras novidades da Mostra são a exibição de cópias restauradas de O Poderoso Chefão, de Francis Ford Coppola, e Berlin Alexanderplatz, de Rainer Werner Fassbinder; uma homenagem ao argentino Pablo Trapero, que também ministra uma oficina; e uma seleção de curtas-metragens internacionais.

A sessão de abertura, exclusiva para convidados, acontece no Auditório Ibirapuera, na noite de quinta-feira, com o filme Terra Vermelha (Birdwatchers), dirigido pelo ítalo-chileno Marco Becchis e protagonizado por índios guarani-kaiowà, no Mato Grosso do Sul. Foi o filme mais comentado no Festival de Veneza e é um exemplo da boa globalização, já que foi dirigido por um cineasta nascido no Chile, com roteiro de um brasileiro e produção Brasil-Itália, disse Cakoff.

A programação da 32ª Mostra de São Paulo deve ser disponibilizada no site oficial no início desta semana. Os pacotes de ingressos e permanentes já estão à venda na central erguida no Conjunto Nacional. Os ingressos individuais ¿ disponíveis apenas no dia da sessão ¿ custam R$ 14, de segunda a quinta-feira, e R$ 18, de sexta a domingo. Há ainda pacotes de 20 e 40 ingressos, permanentes integrais (que dão direito a todas as sessões) e permanentes especiais (válidas para todas as sessões, de segunda a sexta, iniciadas até 17h55).

Serviço
32ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo
De 17 a 30 de outubro

- Permanente Integral: R$  390
- Permanente Integral para assinantes Folha (15% de desconto): R$ 331,50
- Permanente Especial: R$ 90
- Permanente Especial para assinantes Folha (15% de desconto): R$ 76,50
- Pacote de 20 ingressos: R$ 165
- Pacote de 40 ingressos: R$ 285

- Ingressos individuais: R$ 14 (segunda a quinta) e R$ 18 (sexta a domingo), apenas no dia da sessão

* Titulares do Cartão Petrobras e funcionários do Sistema Petrobras têm desconto de 50% na compra de até dois ingressos por sessão
* Estudantes terão desconto somente na compra de ingressos individuais direto nas salas de cinema ou pelo site da Ingresso.com

- Central da Mostra : no Conjunto Nacional, na avenida Paulista, 2073. Diariamente, das 10h às 21h.
- Vendas pela Internet : Ingresso.com , até quatro dias antes da sessão

Leia mais sobre: Mostra de São Paulo


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.