Companhia aérea atribui problemas a condições meteorológicas. Aeroportos têm atrasos nos voos

Os passageiros da Webjet enfrentam diversos trantornos nesta segunda-feira. De acordo com boletim da Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero), dos 93 voos da empresa programados para até as 17h, 102 (55.9%) tiveram atrasos. Outros 18 (17,6%) foram cancelados.

Procurada, a empresa atribuiu os atrasos a "problemas meteorológicos que atingiram, sobretudo, a região Sul e Sudeste neste final de semana e na manhã de hoje". Por meio de nota afirma que fechamentos nos aeroportos de Ribeirão Preto (SP), Foz do Iguaçu (PR) e Confins (MG) fez com que a companhia precisasse remanejar a malha, gerando atrasos e cancelamentos em seus voos.

"A companhia vem trabalhando para normalizar a situação o mais breve possível. Nossas equipes nos aeroportos estão orientadas a prestar todas as informações e a assistência necessárias, em cumprimento às normas vigentes de atendimento aos passageiros para esse tipo de situação", diz nota. 

A TAM também apresenta atrasos acima do normalmente são registrados nesta segunda-feira. Foram 150 (24,7%) voos atrasados até as 17h dos 608 programados.

Aeroporto de Congonhas por volta das 17h10
AE
Aeroporto de Congonhas por volta das 17h10

Aeroportos

Os aeroportos brasileiros registravam, por volta das 18h30, 349 (19%) voos atrasados dos 1835 programados em todo o País. Outros 75 (4.4%) foram cancelados.A pior situação é a do aeroporto de Confins, em Belo Horizonte (MG), onde 35.2% dos voos estão fora do horário. Outros 9 (10.2%) foram cancelados.

No Aeroporto Internacional de Guarulhos, em SP, 39 (27.7%) dos  voos atrasaram dos 141 agendados para decolar até as 16h. Seis (4.3%) foram cancelados. Em Congonhas, 28 (18.3%) voos tiveram atrasos e 16 (10.5%) foram cancelados.

No Rio de Janeiro, 17 (16.5%) dos 103 voos programados registraram atrasos e outros 13 (12.6%) foram cancelados. No Galeão apenas um foi cancelado, mas outros 18 (24%) voos tiveram atrasos.

Nevasca nos EUA

Parte dos atrasos e cancelamentos foram causados pela forte nevasca que prejudica as operações nos Estados Unidos.

A American Airlines informou que 171 voos - entre partidas e chegadas dos EUA - foram cancelados desde sábado. Segundo a Continental Airlines, o voo programado para decolar as 23 horas de Guarulhos não foi remarcado. A United Airlines afirmou que nenhuma partida foi afetada pelo mau tempo nos Estados Unidos.

A nevasca causou reflexos nas partidas e chegadas das aeronaves da companhia TAM. Quatro voos foram cancelados hoje, sendo um de Cumbica para Nova York e outros dois no sentido inverso, além de um com chegada prevista no Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro/Galeão-Antonio Carlos Jobim.

Em nota, a empresa afirmou que "os demais voos da companhia de e para Nova York programados para a noite de hoje continuam confirmados até o momento, porém dependem da melhoria das condições meteorológicas". A TAM recomenda que os passageiros entrem em contato com a Central de Atendimento antes de se dirigirem ao aeroporto. Os números no Brasil são 4002-5700 (capitais) e 0800-570-5700 (demais localidades). Nos Estados Unidos, o telefone é 1 888 2FLYTAM.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.