Uma menina metida só gosta de cães com pedigree e despreza a vira-lata adotada por sua mãe. Um menino foge para a casa da avó quando descobre que o amigo que mora com o pai não é só um amigo do pai.

Divulgação/Felippe Henrique

O autor Walcyr Carrasco

Uma arara de bico torto sofre de inanição e quase morre, porque foi rejeitada por sua mãe, que não conseguia alimentá-la. São os enredos de três novos livros infantis de Walcyr Carrasco, que inauguram a série "Todos Juntos", da editora Ática.

Além de escrever livros para adultos, crônicas e peças de teatro e ser um dos mais bem-sucedidos autores de novela da Rede Globo ("O Cravo e a Rosa", "Alma Gêmea" e "Caras & Bocas"), Walcyr Carrasco sempre se dedicou à literatura infanto-juvenil. A diferença é que agora ele quer se debruçar com mais afinco a "questões delicadas", como diz. A nova série da editora caiu como uma luva, pois é totalmente voltada para os temas difíceis na vida das crianças.

Compõem a série "Meus dois Pais", "Pituxa, a Vira-Lata" e "A Ararinha do Bico Torto". Perguntado sobre qual dos três livros demorou mais para escrever o autor revelou que foi "A ararinha de bico torto", porque foi o primeiro. "A ideia da coleção aconteceu da seguinte maneira: meu cabeleireiro, o Mário Nunes, do Studio W, ganhou um filhote de arara com o bico torto de um criador. E ensinou a ararinha a comer, tal como descrevo no livro. Eu fiquei entusiasmado com a história e a ideia da série Todos Juntos surgiu. Mas essa história demandou alguma pesquisa, para entender o processo de criação da pequena arara de bico deficiente. Os outros surgiram na sequência!"

Para Walcyr Carrasco, o segredo "é deixar a intuição rolar, como em qualquer processo de criação. E escrever a história para o meu lado criança que, francamente, ainda é muito forte!" As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.