Wagner inaugura unidades para tratamento de dengue

O governador baiano, Jaques Wagner (PT), esteve na manhã de hoje em Itabuna, no sul baiano, para inaugurar áreas de hidratação em três hospitais da cidade. As unidades passam a contar com 70 leitos, para auxiliar no tratamento dos infectados pela dengue - o município contabiliza, este ano, cerca de 3 mil casos suspeitos, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde.

Agência Estado |

Durante as inaugurações, o governador fez duras críticas ao prefeito anterior do município, Fernando Gomes, que para ele é o principal responsável pela explosão dos casos na cidade. "Esse é o resultado de quatro anos de abandono na saúde do município, tanto que o governo teve de intervir na cidade, no fim do ano passado", disse o governador. "Ninguém sabe onde foram parar os R$ 8 milhões ou R$ 9 milhões enviados pelo SUS (Sistema Único de Saúde) em outubro, por exemplo. Eu não posso ser responsabilizado (pelo avanço da doença)." Em sua defesa, Gomes limitou-se a dizer que os recursos enviados foram usados "para ações da saúde".

De acordo com a atual administração, Itabuna - cidade com maior índice de infestação predial pelo mosquito Aedes aegypti do País, segundo o Levantamento de Índice Rápido de Infestação por Aedes aegypti (Liraa), realizado pelo Ministério da Saúde - conta com áreas nas quais a infestação chega a 60% das casas. O máximo recomendado é 1%. Até agora, os hospitais da cidade contabilizam cinco mortes pela doença, além de 11 sob suspeita. Ontem, o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, afirmou que 20 médicos e 20 enfermeiros das Forças Armadas serão enviados para a cidade, para auxiliar nos atendimentos.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG