Votação sobre cota de passagens aéreas na Câmara será aberta

BRASÍLIA - A votação do projeto que pretende restringir o uso das passagens aéreas custeadas pela Câmara somente para os deputados e assessores, deixando de fora a família dos parlamentares, vai ter votação aberta na próxima semana.

Severino Motta - Último Segundo/Santafé Idéias |

Por se tratar de um projeto de resolução, o regimento interno da Casa determina a publicidade da votação. Ela, contudo, poderia ser simbólica, mas um grupo de parlamentares já se articula para pedir a chamada votação nominal, o que permite que o público saiba quem foi contra e quem foi a favor da matéria.

No caso do projeto de resolução em pauta, por se tratar de uma matéria restritiva, representantes do baixo clero da Câmara ¿ deputados pouco conhecidos e que formam a maioria da Casa ¿ vão apresentar emendas à matéria. Uma delas vai dizer respeito à inclusão de familiares na cota de passagens.

Com isso a expectativa é que a votação do projeto de resolução seja simbólica e o mesmo seja aprovado, limitando o uso das passagens. Logo após essa votação as emendas vão ser votadas. E nessa hora que o pedido de votação nominal deve ser feito, sendo possível identificar como cada um dos deputados votou no tema específico de inclusão de familiares.

A votação desta matéria está prevista para a próxima terça-feira. Antes da sessão plenária o presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), vai fazer uma reunião com os líderes partidários. Sua ideia é tentar antecipar quantos deputados de cada bancada vão tentar incluir os familiares na cota de passagens.

Temer submete mudanças ao plenário

Leia também:

Leia mais sobre: Câmara

    Leia tudo sobre: câmara

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG