Votação de projeto sobre pré-sal fica para amanhã

A Câmara vai deixar para amanhã a tentativa de votar mais um projeto do marco regulatório do pré-sal. Até agora, apenas um dos quatro projetos foi aprovado pelos deputados.

Agência Estado |

O projeto que cria a Petro-Sal seguiu para o Senado, onde aguarda votação na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). O presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), afirmou que o plenário deverá votar hoje a medida provisória 470, que autoriza a capitalização da Caixa Econômica Federal e que está trancando a pauta. Temer espera retomar a votação do marco regulatório do pré-sal amanhã.

Na semana passada, nenhum projeto do pré-sal foi votado pelo plenário e o calendário do governo ficará comprometido se a Câmara não avançar nesta semana na votação do marco regulatório do pré-sal. Faltam apenas três semanas para o Congresso entrar em recesso.

A falta de acordo na divisão dos royalties sobre os recursos da exploração do petróleo da camada pré-sal, a oposição em obstrução e o DEM envolvido em denúncias do mensalão no Distrito Federal estão impactando diretamente os trabalhos. Às 16 horas, quando deveria começar o período da sessão reservado para as votações, a chamada ordem do dia, apenas 184 deputados haviam registrado presença no plenário, quando o quórum exigido é de 257, no mínimo.

As reuniões da Executiva do DEM para decidir sobre a expulsão do governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda, do partido, e a reunião do PSDB, para tratar da crise que envolve o seu principal aliado, ajudam a esvaziar a sessão de hoje da Câmara.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG