Votação de emendas da reforma eleitoral no Senado é adiada para a próxima semana

BRASÍLIA ¿ A votação de emendas da reforma eleitoral não ocorreu nesta quinta-feira por falta de quórum. A sessão que deveria ser as 9h foi adiada para as 14h, mas o plenário do Senado não tinha nem uma dúzia de senadores para realizar os trabalhos de hoje. O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), transferiu para a próxima terça-feira a continuidade da votação.

Camila Campanerut, repórter em Brasília |


Nesta quarta-feira, a chamada minireforma eleitoral, que foi amplamente debatida na Comissão de Constituição de Justiça do Senado e ganhou 88 emendas, emperrou quando a discussão chegou na questão da sucessão de governantes que tenham sido cassados e no uso da internet.

Quem entrou na defesa da questão foi justamente José Sarney. A filha dele, Roseana Sarney, tomou posse nessas circunstâncias - após a cassação do governador do Maranhão eleito Jackson Lago (PDT), pois Roseana ficou em segundo lugar na disputa pelo governo do Maranhão. "Não é possível que uma lei ordinária estabeleça eleições indiretas para prefeito", defendeu Sarney. 

O peemedebista argumentou que é inconstitucional a realização de eleição indireta para o cargo de governador e prefeito que tenham o mandato cassado nos dois últimos anos de governo.

Na tarde desta quinta-feira, em plenário, o senador Aloízio Mercadante (PT-SP) criticou a falta de continuidade das votações. "Acho um erro desta mesa esvaziar a pauta, que deve ser votada no máximo até terça-feira que vem. Em vez de fazer homenagem à Justiça, homenagem maior seria a votação de uma boa reforma eleitoral", disse.

Mão Santa (PMDB-PI), que presidia a mesa, concordou: "Nós estamos compartilhando da indignação do senhor". Já Pedro Simon (PMDB-RS), que também mostrou indignação com o esvaziamento do plenário, aproveitou para criticar o texto a ser votado. "A votação poderia ter continuado ontem, que tinha gente suficiente. Isso não é reforma política, não é reforma eleitoral. É uma melhora", disse.

Leia também:


Leia mais sobre: reforma política

    Leia tudo sobre: plenárioreforma políticasenado

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG