Os passageiros da Aerolineas Argentinas que viajam hoje de Buenos Aires para São Paulo ou Rio de Janeiro poderão enfrentar atrasos de até quatro horas no Aeroporto Internacional de Ezeiza. Os problemas são causados pela crise pela qual passa a empresa, em processo de reestatização pelo governo argentino.

De acordo com informações da Agência Brasil, um vôo previsto para sair às 9h30 de Ezeiza com destino ao Rio de Janeiro foi cancelado. Outro, com partida prevista para as 15 horas, teve sua previsão de decolagem adiada para as 17h30. Outros dois vôos com destino a São Paulo também sofrerão atrasos. Um que deveria decolar às 16h25 partirá só depois das 20 horas. Já os passageiros do último vôo, marcado para as 19h10, deverão enfrentar atrasos de pelo menos uma hora e meia em solo argentino.

No final de semana passado, seis vôos da Aerolineas Argentinas partindo de Buenos Aires com destino a aeroportos brasileiros foram cancelados. Segundo informações da Aeroportos Argentina 2000, empresa que administra os terminais do país vizinho, os atrasos chegaram a ultrapassar 30 horas.

No dia 21, o governo argentino assinou um acordo formal para assumir o controle da Aerolineas Argentinas, principal companhia aérea do país. A empresa estava sob o controle do Grupo Marsans, da Espanha, que acumulou US$ 890 milhões em dívidas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.