Voo 447: terminou hoje busca por destroços e vítimas

A operação de busca por destroços e vítimas do voo 447 da Air France foi encerrada oficialmente hoje. No período de 26 dias de trabalhos, os militares resgataram 51 corpos de passageiros e tripulantes - 14 deles já identificados no Instituto Médico-Legal (IML) do Recife - e 600 partes e componentes estruturais do Airbus A330, além de bagagens.

Agência Estado |

Os Comandos da Marinha e da Aeronáutica decidiram pôr fim à ação por conta da "impraticabilidade de se avistarem sobreviventes ou corpos".

Em nota, os militares ressaltaram que, nos últimos 15 dias, foram encontrados somente dois corpos no Oceano Atlântico. "Nos últimos nove dias, nenhum corpo ou despojo foi avistado", traz o comunicado. Os 51 corpos localizados foram entregues à Polícia Federal (PF) à Secretaria de Defesa Social de Pernambuco para identificação e as partes do avião, à comissão de investigação francesa. Permaneceram no mar apenas as embarcações da Marinha da França, que tentam captar emissões das caixas de dados e voz do avião.

Os militares definiram a operação como a maior e mais complexa já realizada pelas forças armadas do Brasil, tanto por sua duração quanto pelos meios empregados. Ao todo, a Força Aérea Brasileira (FAB) utilizou 12 aviões e contou com o apoio de aeronaves da França, EUA e Espanha. Onze navios da Marinha brasileira se revezaram na área de buscas delimitada no Oceano Atlântico. Estiveram envolvidos na operação 1.344 militares da Marinha e 268 da FAB. Eles atuaram na busca, resgate e suporte a essas atividades. O Airbus A330 da Air France que fazia o voo 447, de Rio de Janeiro a Paris, caiu no Oceano Atlântico em 31 de maio com 228 pessoas a bordo. As causas da tragédia ainda são investigadas.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG