Voluntários salvam vítima de enxurrada no interior de SP

Uma forte chuva de 20 minutos em São José do Rio Preto, a 430 km de São Paulo, inundou as principais avenidas da cidade, arrastou carros e deixou pessoas ilhadas e em desespero; oito delas foram retiradas de dentro dos veículos nas operações de salvamento de voluntários e do Corpo de Bombeiros. Foi o caso do drama vivido por Gisele Cristina Nunes e Regiane Lima Cardoso, filmado por uma equipe de televisão.

Agência Estado |

Ambas estavam na avenida Alberto Andaló, a principal da cidade, que se transformou em um rio, onde veículos pararam no meio da enxurrada, deixando seus ocupantes apavorados.

Gisele encostou sua moto num dos carros, tentando um apoio para não ser arrastada. Voluntários tentaram resgatá-la com uma corda, mas não conseguiram, porque ela acabou sendo encoberta pela água. No carro ao lado, Regiane entrou em pânico ao presenciar a cena e subiu no teto do seu veículo.

Os voluntários ainda tiveram trabalho para avistar Gisele e tirá-la da enxurrada que a empurrava para debaixo do carro, mas conseguiram realizar o salvamento. Gisele foi levada ao Pronto-Atendimento Central, onde passou por observação e foi liberada com arranhões. Ela não quis falar com a imprensa. Regiane, que estava em cima do carro, não teve ferimentos.

De acordo com o Corpo de Bombeiros e Polícia Militar, 24 veículos foram arrastados pela correnteza que se formou em vários pontos da cidade. A chuva teve início às 14 horas, pegando a todos de surpresa.

De acordo com o tenente José Luís Ferrari, a rapidez com que a água impediu que os Bombeiros e a PM realizassem um plano de emergência que é colocado em prática quando o tempo fica nublado. "Desta vez, nem a Defesa Civil, nem o radar da Unesp, nada previa essa chuva", disse Farrari.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG