Voluntários participam no RJ de mutirão contra dengue

Cerca de três mil voluntários participaram hoje de um mutirão contra a dengue organizado pelo governo estadual em 96 comunidades de seis municípios do Rio de Janeiro: a capital, Niterói, São Gonçalo, São João do Meriti, Duque de Caxias e Nova Iguaçu. A epidemia já tinha 75.

Agência Estado |

  • Veja os sintomas, o diagnóstico e o quadro clínico da dengue
  • Saiba como agir e o que evitar em caso de suspeita da doença
  • Conheça o Aedes aegypti   e saiba como combater o mosquito
  • 399 casos contabilizados em todo o Estado este ano até quinta-feira, com 80 mortes, e mais 79 casos de óbitos em investigação sob suspeita de dengue.

    Das mortes que foram causadas pela dengue, 47 ocorreram no município do Rio, segundo a Secretaria Estadual de Saúde. A Prefeitura, porém, já registrava 50 mortes devido à doença até a sexta-feira à noite. Isso eleva o número de mortes pela dengue no Estado para 83.

    O "Mutirão da Cidadania" percorreu imóveis e vias públicas destruindo focos de larvas do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da doença, retirando lixo e distribuindo folhetos explicativos sobre como evitar a reprodução do inseto e quais os sintomas da dengue, entre outras ações. Uma das metas era colocar sete mil coberturas de caixa d'água. "À medida em que vamos fazendo o mutirão, vão surgindo novas adesões, principalmente de crianças", afirmou o coordenador do "Mutirão da Cidadania" e chefe de gabinete da Secretaria de Estado de Governo, Eduardo Demian.

    "As pessoas sabem que é um problema de todos e todos precisam participar da solução", disse. No domingo passado, dois mil voluntários participaram do Mutirão, cerca de 20 mil imóveis em 72 comunidades foram visitados e em torno de 3.800 coberturas de caixas d'água foram colocadas. "O objetivo é montar brigadas permanentes nas comunidades visitadas", disse Damian. De acordo com ele, o Mutirão da Cidadania vai continuar visitando mais comunidades em outros fins de semana. A solidariedade e a preocupação da população com a doença são visíveis também pelo aumento na quantidade de doadores de sangue.

    Até quinta-feira, 35 crianças até quinze anos tinham morrido de dengue este ano, de acordo com o relatório do Estado. Mais da metade das 5.019 internações devido à dengue até aquela data em 2008 foram na faixa etária de até 15 anos. A maior parte dos que ficaram doentes, porém, é de pessoas a partir de 16 anos.

    Leia também:

    Leia mais sobre: dengue

      Leia tudo sobre: dengue

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG