Volta de Sandra Bullock às comédias românticas lidera bilheterias nos EUA

Los Angeles (EUA.), 22 jun (EFE).

EFE |

- Apesar de ter perdido um pouco do timing para comédias românticas, Sandra Bullock garantiu que a estreia de "A Proposta" liderasse as bilheterias neste fim de semana nos cinemas dos Estados Unidos, após arrecadar US$ 34,1 milhões.

O valor foi o maior levantado por uma estreia protagonizada pela atriz.

O maior faturamento registrado por uma produção com a atriz tinha sido com o suspense "Premonições", de 2007, o qual arrecadou US$ 17,6 milhões.

Em "A Proposta", Margaret (Bullock), uma fria e calculista canadense que é obrigada a pedir a seu assistente Andrew (Ryan Reynolds) que se case com ela para que a executiva possa regularizar seu visto e manter o emprego.

O elenco inclui ainda Betty White (da série "The Golden Girls"), e a comediante de origem cubana Óscar Núñez, conhecido sobretudo por seu trabalho na série "The Office", com Steve Carell.

A outra grande estreia do fim de semana foi a comédia "Ano Um", protagonizada por Jack Black e Michael Cera e que ficou em quarto lugar, ao arrecadar US$ 20,2 milhões, em linha com as expectativas do estúdio Sony.

O segundo e terceiro lugares ficaram com dois dos maiores sucessos da temporada: "Se Beber, Não Case", com US$ 26,9 milhões, e "Up - Altas Aventuras", com US$ 21,3 milhões.

"Se Beber, Não Case" liderou a arrecadação nos dois últimos finais de semana e acumula um total de US$ 152,9 milhões, se tornando uma das revelação do ano, enquanto a animação da Pixar já faturou US$ 224,1 milhões.

Na quinta posição aparece "O Sequestro do Metrô", com Denzel Washington e John Travolta, que arrecadou US$ 11,3 milhões, seguido pela comédia "Uma Noite no Museu 2", com US$ 7,3 milhões, e a ficção científica "Star Trek", com US$ 4,7 milhões.

A lista dos dez filmes mais vistos é completada com "A Terra Perdida", que somou US$ 3,9 milhões, "Minha Filha é um Sonho", com US$ 3,1 milhões, e "O Exterminador do Futuro - A Salvação, com US$ 3,07 milhões.

O novo trabalho de Woody Allen, "Whatever Works", também não fez feio e arrecadou cerca de US$ 300 mil após a estreia restrita a nove cinemas de Nova York e Los Angeles. EFE mg/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG