Volta às aulas e aos congestionamentos

Capitais preparam ações para o reinício das aulas do segundo semestre nesta segunda-feira

iG São Paulo |

O fim das férias escolares do meio do ano, nesta segunda-feira, vai trazer de volta às principais capitais e grandes cidades do País um cenário que possivelmente não desperta saudade em ninguém. O primeiro dia de aulas em grande parte das escolas particulares e públicas do País traz de volta congestionamentos em regiões que tiveram uma 'folga' no mês de julho.

São Paulo
Em São Paulo, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) inicia, nesta segunda-feira a "Operação Volta às Aulas - 2º Semestre" nas proximidades de 129 escolas particulares e públicas, entre municipais e estaduais. A operação já foi adotada no primeiro semestre e visa orientar, ordenar e fiscalizar o trânsito nas proximidades das escolas cujo tráfego intenso tem potencial para causar reflexos negativos ao sistema viário.

A operação, que conta com 252 operadores de tráfego da CET e funcionários de escolas, visa disciplinar o embarque e desembarque de alunos e propiciar segurança na travessia de pedestres.

Nesta segunda-feira começa a valer em São Paulo novas restrições de circulação de veículos nas marginais do Tietê e do Pinheiros que devem melhorar o tráfego nesses pontos da capital. O trânsito de caminhões na Marginal do Pinheiros e nas avenidas dos Bandeirantes e Jornalista Roberto Marinho estará proibido. Já as motocicletas serão impedidas de circular na pista expressa da Marginal do Tietê.

Recife
A capital de Pernambuco deve ter duzentos mil veículos a mais circulando nas principais vias da cidade, segundo cálculos da Companhia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU), com o reinicio das aulas. Em alguns trechos, o número pode crescer até 32%, chegando a 78 mil veículos por dia, a exemplo da avenida Norte.

Com o objetivo de garantir a melhor circulação de veículos e a segurança dos pedestres, entre os dias 02 e 13 de agosto, a prefeitura do Recife fará um monitoramento especial em pontos estratégicos da capital pernambucana. A ação “Volta às Aulas” estará nas vias das 6h30 às 8h e das 12h às 13h, com 40 agentes de trânsito envolvidos nas atividades.

A fiscalização de trânsito será intensificada no entorno de 11 escolas, com o intuito de assegurar a fluidez do tráfego e o respeito às normas do Código de Trânsito Brasileiro. Na zona sul da cidade, serão monitoradas as vias próximas aos colégios Santa Maria, Boa Viagem, Atual e Motivo. Já na Zona Norte, a fiscalização atuará nas ruas adjacentes aos colégios Damas, São Luiz e Agnes. A operação será realizada, ainda, na área central do Recife, especialmente nas imediações dos colégios Neo Planos, Salesiano, Nossa Senhora do Carmo e GGE.

Segundo o gerente de Educação para o Trânsito da CTTU, Francisco Irineu, a ação tem caráter educativo e os agentes irão orientar os pais de alunos e condutores em geral. “Vamos destacar a importância de obedecer às leis, como a de respeitar a faixa de pedestres para uma travessia segura dos estudantes. Vamos promover essa atividade nos principais corredores da cidade”. As infrações para estacionamento ou parada irregular são classificadas de leve, média e grave, e a multa varia de R$53,20 a R$ 127,69, com pontos de 3 a 5 na Carteira de Habilitação.

Divulgação
Agentes de tráfego entregam panfletos com orientações sobre o trânsito em Belo Horizonte
Belo Horizonte
A campanha educativa “A Rua é de Todos” começa na segunda-feira em Belo Horizonte. As ações também tentam alertar e relembrar os pais de alunos e os responsáveis pelo transporte escolar sobre a importância de se respeitar as leis de trânsito e do correto posicionamento dos veículos em portas de escolas.

Na porta das escolas, agentes de trânsito da BHTrans e da Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) irão operar o tráfego enquanto monitores irão distribuir folhetos com dicas de educação que mostram a maneira correta de se comportar no trânsito ao levar seus filhos para a escola. Não parar ou estacionar em locais proibidos, usar sempre o cinto de segurança, transportar as crianças de forma adequada, nunca falar ao celular enquanto estiver ao volante e dar preferência ao transporte escolar são algumas das orientações que os pais devem seguir.

Rio de Janeiro
A Guarda Municipal (GM) do Rio de Janeiro começa às 6h desta segunda-feira a "Operação Volta às Aulas" . Noventa agentes de trânsito irão reforçar a fiscalização dos 300 guardas que diariamente monitoram as vias da cidade. Eles vão ficar distribuídos nos acessos próximos às ruas das escolas públicas e particulares localizadas em pontos de grande fluxo de veículos. A rede estadual de ensino prevê o retorno de aproximadamente 700 mil alunos. Já as escolas da rede municipal do Rio retornam às atividades também nesta segunda - mas as aulas para os cerca de 650 mil estudantes do município vão iniciar na terça.

Para as escolas particulares, de acordo com a GM, os principais pontos de patrulhamento nos horários de entrada e saída de alunos serão: rua São Clemente (via de acesso aos Colégios Corcovado, Santo Inácio e Britânico) e rua Voluntários da Pátria (acesso ao Colégio Santa Rosa de Lima), em Botafogo; rua das Laranjeiras (acesso ao Colégio Liessen), em Laranjeiras; rua Marques de São Vicente (acesso aos Colégios Teresiano, Parque e Americano), na Gávea; rua José Linhares (acesso ao Colégio Santo Agostinho), no Leblon; Rua Conde de Bonfim (acesso ao Colégio Batista), na Tijuca; Estrada da Barra (acesso aos Colégios Santa Mônica e Ph) e no Condomínio Novo Leblon (acesso às unidades Santo Agostinho e Albert Einstein), na Barra da Tijuca. ( Saiba mais do Rio )

Florianópolis
Na capital de Santa Catarina será implantada a “Operação Volta Às Aulas Com Segurança e Cidadania”. O objetivo da ação é propor proteção aos alunos, familiares e professores que circulam no entorno da escola no início e fim das aulas.

A direção da operação criou o programa rota segura, um mapa elaborado pelos próprios diretores das escolas apontando o ponto crítico de “trânsito e insegurança” por parte dos alunos. O resultado disto é, que, à partir de agora e até o mês de dezembro deste ano, PMs e GMs vão se posicionar em pontos estratégicos de deslocamento destes alunos.

Para a operação serão criados núcleos de segurança escolar (NUSEGs) compostos por diretores, professores, alunos e associação de pais e professores, localizados em escolas que vão abranger a operação. O número de alunos auxiliados pela operação será de 14.700 no período matutino, 13.100 no vespertino e 4.200 no período noturno, chegando a uma média de 32 mil alunos.

    Leia tudo sobre: escolavolta às aulas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG