Vítimas de crimes no Rio vão poder fazer registro de ocorrência sem sair de casa

A Polícia Civil do Rio de Janeiro inaugurou na manhã desta segunda-feira o programa ¿Delegacia de Dedicação ao Cidadão¿. Com o novo sistema, a população poderá fazer o registro de uma ocorrência criminal por telefone ou agendar uma hora ¿ entre 8h e meia-noite ¿ pela internet para receber os policiais na própria casa.

iG Rio de Janeiro |

De acordo com a corporação, os agentes que vão participar do programa irão trabalhar oito horas diárias, de segunda a sexta-feira. Com foco na investigação, o efetivo trabalhará totalmente descaracterizado. Entre os policiais lotados nas delegacias, apenas entre 20% e 30% continuarão a trabalhar sob o regime de escala de 24h por 72h.

Segundo as normas do programa, quando uma vítima solicitar a visita dos policiais em sua casa, ela receberá os nomes dos agentes, além do modelo da viatura descaracterizada em que eles estarão. Os policiais trabalharão com um laptop e uma impressora para agilizar o atendimento.

A expectativa da Polícia Civil é de que, com o novo programa, o tempo para se fazer um registro diminua de 17 para 3 minutos. O único requisito para que a pessoa solicita a visita de um agente é que ela more na mesma circunscrição da delegacia responsável e que o crime tenha sido cometido naquela região.

O novo programa começa a funcionar na próxima semana e as primeiras delegacias a trabalhar com o modelo serão a 12ª DP (Copacabana), 14ª DP (Leblon), 15ª DP (Gávea), 16ª DP (Barra da Tijuca), 19ª DP (Tijuca), 35ª DP (Campo Grande) e 77ª DP (Icaraí).

Leia mais sobre: polícia

    Leia tudo sobre: políciapolícia civil

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG