Publicidade
Publicidade - Super banner
Brasil
enhanced by Google
 

Vítimas de bala perdida no Rio chegaram a 75 até março

No primeiro trimestre deste ano, 75 pessoas foram vítimas de bala perdida no Rio, número 20,2% inferior ao registrado no mesmo período de 2007, de acordo com um relatório divulgado hoje pelo Instituto de Segurança Pública (ISP). Das vítimas, oito morreram e 67 ficaram feridas.

Agência Estado |

Em 2007, dos 94 atingidos por bala perdida, sete morreram e 87 se feriram. O documento mostra ainda que, do total de homicídios dolosos ocorridos nos três primeiros meses de 2008, 71,3% (1,12 mil) deles foram provocados por armas de fogo.

Entre as vítimas que morreram por bala perdida, o maior porcentual (37,5%) é de adultos a partir dos 30 anos, seguidos dos adolescentes (25%). O relatório chama a atenção para o fato de que 75% dos mortos são homens, mesmo com a morte por "bala perdida constituir um evento considerado aleatório" e, sobretudo, diante da estatística de que a distribuição da população do Estado é formada por mulheres na maioria (52%). Em 87,5% dos registros, não houve menção a nenhum tipo de operação policial próximo ao local da ocorrência.

Entre os feridos por bala perdida, a maior porcentagem(43,3%) corresponde a jovens (18 a 29 anos), seguidos pelos adultos de 30 a 59 anos (20,9%). "Da mesma forma, chama a atenção o fato de 79,1% das vítimas serem do sexo masculino e 20,9% do sexo feminino", diz o documento. Em relação à existência de ação armada envolvendo ou não policiais, em 71,6% dos registros não houve menção a nenhum evento desse tipo nas proximidades da ocorrência.

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG