Vítimas das chuvas começam a ocupar tendas em Pernambuco

Governo disponibilizou dez banheiros químicos e dois contêineres com 11 chuveiros cada para começar a atender as famílias

AE |

Por terem prioridade, as famílias que estão instaladas em abrigos como escolas, creches e igrejas na cidade de Barreiros (PE), na Mata Sul, uma das mais castigadas pelas enchentes que tiveram início em 17 de junho em Pernambuco e Alagoas, causando 57 mortes nos dois estados, começaram, ontem, a ocupar as 201 tendas doadas pelo Rotary Internacional, no Acampamento Confiança.

 Para o acampamento, o governo disponibilizou dez banheiros químicos e dois contêineres com 11 chuveiros cada para começar a atender as famílias. A ideia é que, até o dia 15 de agosto, fiquem prontos um banheiro público, um refeitório comunitário e um centro de convivência no local. Enquanto a infraestrutura termina de ser montada, as famílias ficarão recebendo do estado quatro refeições diárias já prontas, uma vez que não é permitido cozinhar dentro das barracas para evitar acidentes.

 Mais quatrocentas estão sendo montadas em outros municípios de Pernambuco e de Alagoas. Barreiros é uma das 67 cidades castigadas pelas chuvas em Pernambuco. Doze cidades pernambucanas permanecem em estado de calamidade pública: Água Preta, Barra de Guabiraba, Barreiros, Correntes, Cortês, Jaqueira, Palmares, São Benedito do Sul e Vitória de Santo Antão, Primavera, Catende e Maraial.

    Leia tudo sobre: ChuvasPernambucotendas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG