Vítima fica 12 horas em poder de seqüestradores

Uma auxiliar administrativa, de 27 anos, ficou por 12 horas em poder de seqüestradores nesta quarta-feira na cidade de Diadema, no Grande ABC. Ela foi dominada por quatro seqüestradores, pela manhã, na porta de casa, no Jardim Arco-Íris.

Agência Estado |

Colocada em uma picape Chevrolet S-10, a mulher teve os olhos vendados e só seria liberada depois que o namorado dela pagasse pelo menos R$ 10 mil. Segundo relato da auxiliar, ela teve de rodar por doze horas com os bandidos e chegou a ser levada para um cativeiro onde havia mais três seqüestradores. Lá ela foi agredida a socos e tapas, artifício usado pelos bandidos para conseguir os telefones do namorado.

Sem sucesso, os criminosos colocaram a auxiliar administrativa em um Fiat Pálio branco, onde ela passou as duas últimas horas do seqüestro. Ainda segundo a história contada pela vítima à polícia, assustados com um bloqueio da PM, os bandidos teriam abandonado o carro e começaram a seguir a pé com a auxiliar, que aproveitou um momento de distração do grupo para escapar e entrar em um ônibus.

A auxiliar administrativa então desceu do ônibus no bairro de Piraporinha, onde entrou em uma loja de um hipermercado Extra, de onde ligou para o namorado e chamou a polícia. Os seqüestradores conseguiram fugir. O caso foi registrado no 1º Distrito Policial de Diadema.

Leia mais sobre: seqüestro

    Leia tudo sobre: seqüestro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG