Vítima de Polanski quer ver caso abandonado pela justiça dos EUA

LOS ANGELES ¿ A vítima do diretor Roman Polanski num caso de abuso sexual há mais de 30 anos, quando ainda era menor de idade, entrou com um pedido para que seja abandonado o caso contra o cineasta preso na Suíça, segundo documentos da justiça obtidos nesta segunda-feira.

AFP |

O advogado de Samantha Geimer, a mulher que tinha 13 anos quando manteve um relacionamento sexual com Polanski, em 1977, apresentou a solicitação ao tribunal de Los Angeles na sexta-feira passada.

Samantha Geimer vive atualmente no Havaí com o marido e filhos e alega ter sofrido problemas de saúde após a detenção de Polanski na Suíça mês passado.

Ela e seu advogado dizem ter recebido mais de 500 telefonemas da imprensa de todo o mundo atrás de um seu comentário desde a prisão do cineasta. A moção de Samantha foi apresentada à Corte de Apelações do Distrito 2 da Califórnia.

Leia mais sobre: Roman Polanski

    Leia tudo sobre: roman polanski

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG