RIO DE JANEIRO ¿ O gerente de compras, André Luiz Reuter Lima, agredido com uma barra de ferro na cabeça na Tijuca, zona Norte do Rio, no dia 23 de maio, recebeu alta do CTI nesta segunda-feira. Segundo a assessoria do Hospital Pasteur, onde a vítima está internada, André saiu do coma e respira sem a ajuda de aparelhos. Ele ficará agora em um quarto e já reconhece alguns parentes.

Na última quarta-feira, André foi submetido a uma cirurgia para reconstrução da calota craniana. Ele teve traumatismo craniano severo. Segundo os médicos, a vítima deve apresentar seqüelas na parte motora.

Na semana passada, o motorista Itamar Campos Paiva, acusado de tentativa de homicídio, ficou calado durante o interrogatório realizado no 2º Tribunal do Júri do Rio de Janeiro. Depois de conversar com seus advogados, ele se reservou no direito de permanecer em silêncio, sendo apenas citado pelo juiz Daniel Schiavoni Miller da imputação contida na denúncia feita pelo Ministério Público estadual.

A próxima fase do processo contra Itamar, que está preso preventivamente, será a realização da prova de acusação, quando serão ouvidas as testemunhas indicadas pela promotoria. A audiência ainda não tem data marcada.

O crime

O gerente de compras André Luiz Reuter Lima foi agredido na cabeça com uma barra de ferro no dia 23 de maio durante uma discussão no trânsito na Tijuca. A vítima voltava para casa de um restaurante com os dois filhos, quando eles quase foram atropelados por Itamar. André teria reclamado da atitude do motorista, que não gostou e tentou atropelar novamente os pedestres.

Segundo testemunhas, após uma discussão, o agressor desceu do carro e desferiu um golpe com uma barra de ferro na cabeça da vítima. Depois da agressão, o motorista fugiu em alta velocidade, mas a placa do carro foi anotada e a polícia conseguiu identificá-lo.

Leia mais sobre: violência no Rio


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.