O líder do PSDB no Senado, Arthur Virgílio (AM), disse que o governo faz um debate torto em torno de uma eventual mudança na lei do petróleo, para a futura exploração da camada do pré-sal. Para o senador, a tese da criação de uma nova estatal compromete o espírito da quebra do monopólio da Petrobras, que, na opinião do tucano, foi benéfica à empresa.

"Essa nova estatal seria mais eficiente trabalhando sozinha, ou seria melhor haver concorrência com outras empresas?", indagou.

Para o senador, as declarações de ontem do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, de que o dinheiro do pré-sal precisa ir para a educação são "peças de propaganda" . Isto porque, segundo o senador, ainda vai demorar anos para que o petróleo seja efetivamente extraído. "Essa exploração é para o sucessor do presidente Lula, ou mesmo para outro governo", afirmou Virgílio.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.