O líder do PSDB, senador Arthur Virgílio (AM), disse que as novas informações publicadas pela Folha de S.Paulo, segundo as quais o dossiê contra o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso saiu pronto do Planalto, tornam inevitável a presença da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, ao Congresso.

"Mentira tem perna curta e ela ( Dilma) virou uma menor de idade a ser protegida por todos", disse o líder.

Na avaliação de Virgílio, a ministra será convocada pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) exclusiva do Senado, cujo requerimento de criação será lido na terça-feira, de acordo com compromisso feito ontem pelo presidente da Casa, senador Garibaldi Alves (PMDB-RN), com a oposição. O líder tucano disse que Dilma Rousseff tem que prestar contas e que a tentativa do Planalto de crucificar o senador Álvaro Dias (PSDB-PR) como o autor do vazamento do dossiê não durou 24 horas. "O dossiê foi feito para intimidar a oposição, ela mesmo se encurralou", afirmou. "Me espanta também a pressa como a Polícia Federal disse que a montagem do dossiê não era caso de polícia", concluiu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.