Virgílio: Aécio desistiu em favor da união do PSDB

O líder do PSDB, senador Arthur Virgílio (AM), relatou nesta tarde que o governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), lhe explicou, em telefonema esta manhã, que desistiria da disputa dentro do partido com o governador de São Paulo, José Serra, em favor da unidade da legenda. No telefonema, Aécio antecipou que abandonaria a pré-candidatura à presidência.

Agência Estado |

Virgílio contou que Aécio explicou que vislumbrava duas opções daqui para frente. A primeira seria a de promover uma "competição renhida" nos Estados pela preferência dos diretórios regionais. Seguir por este caminho, porém, poderia tornar a rivalidade entre os dois governadores irreversível, observou o líder do PSDB. A outra hipótese, escolhida por Aécio Neves, seria a de desistir da competição "pela unidade do partido".

O tucano avaliou que Aécio, apesar de sair da competição, se tornou "um grande ativo" para o partido, uma vez que percorreu muitos Estados do País em busca do apoio de líderes locais da oposição e da base de apoio a Lula.

Chapa puro-sangue

Para Virgílio, o desafio de Serra, agora, será o de conquistar o apoio de Aécio Neves para comporem uma chapa puro-sangue. "Seria ideal", disse o senador tucano.

"O partido agora precisa colocar todas as forças no Aécio. Ele e Serra poderiam fazer 30 ou 35 milhões de votos no Sul e Sudeste. E o Aécio não precisa ser um vice apagado, é preciso saber compor esta vice-presidência, para que ele seja um vice-presidente com projeção, com projeto de uma futura presidência", disse.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG