Virada Cultural testa presença de turistas em SP

Consolidada como sucesso de público e de crítica, a Virada Cultural, cuja quinta edição começa às 18 horas de hoje em São Paulo, testa sua força para atrair turistas à cidade. Afinal, pela primeira vez, o evento cai em um fim de semana precedido por feriado.

Agência Estado |

É claro que é a nossa festa, a festa do paulistano, diz o organizador, José Mauro Gnaspini. Mas o turista é superbem-vindo. Ele lembra que o forte nesse tipo de evento são as excursões bate-volta - grupos que fretam ônibus e partem logo após a festa, sem se hospedar em hotéis. Por causa disso, aliás, a São Paulo Turismo (SPTuris) preparou diversos bolsões, espalhados pela cidade, para que esses ônibus tenham onde ficar estacionados - serão 700 vagas, no total.

De acordo com a SPTuris, a Virada Cultural foi o evento paulistano que mais atraiu público em 2008. Foram 3,5 milhões de pessoas - em segundo lugar ficou a Parada Gay, com 3 milhões, seguida pelo réveillon na Paulista, com 2,4 milhões. A expectativa é de que a quantidade se repita neste ano. E que a Virada atraia 330 mil turistas à cidade, assumindo o segundo posto neste quesito, logo atrás da Parada Gay - que traz 400 mil pessoas de fora.

Gnaspini espera que o comércio da região central - principalmente bares, lanchonetes e restaurantes - também participe da Virada, permanecendo de portas abertas. Na primeira edição (em 2005) ninguém abriu, mas a cada ano as adesões aumentam, conta. Neste ano, enviei mil ofícios, assinados um a um, pedindo para que eles (os comerciantes) integrem o evento. A Virada Cultural quer estimular a vida ininterrupta, essa vocação 24 horas que São Paulo tem. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: virada cultural 2009

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG