Virada Cultural atrai 5 mil pessoas em Campinas

Apesar do frio, o publico compareceu em peso às atrações da 2ª Virada Cultural de Campinas neste fim de semana. O local mais disputado foi a Estação Cultura, uma antiga estação de trem transformada em palco para receber a música eletrônica do rapper MV Bill e do DJ Cyro Neto, entre outros.

Agência Estado |

O guitarrista Edgard Scandurra, que tocou sem o Ira!, levantou o público com sua guitarra envenenada. O cantor Otto levou o batuque do mangue beat. Segundo os organizadores, cerca de 5 mil pessoas circularam pela Estação.

Do outro lado da cidade, no teatro do Centro de Convivência Cultural Carlos Gomes, um público de 600 pessoas aplaudiu a Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas (OSMC), que veio com uma formação só de metais. Na pauta, Strauss, Gershwin, Debussy, Ary Barroso (Aquarela do Brasil) e Zequinha de Abreu (Tico-Tico no Fubá). A OSMC tocou sábado às 20 horas e domingo, às 11 horas.

No Sesc Campinas, 650 pessoas dançaram ao som de samba rock, funk e soul music. No Largo do Rosário, no centro da cidade , houve uma pequena concentração animada pelos ritmos afros e caribenho de Nega Duda. A 2ª Virada Cultural em Campinas termina no fim da tarde de hoje com apresentação do Balé da Cidade de São Paulo no Centro de Convivência Carlos Gomes o do "Funk Como Le Gusta" na Estação Cultura.

Leia mais sobre: Virada Cultural

    Leia tudo sobre: virada cultural

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG