Violência urbana mata mais em 3 regiões, diz governo

A violência urbana ainda aparece como grande inimiga das mulheres e ocupa o 3º lugar das causas de morte do sexo feminino em idade fértil no País. Em três regiões, Centro-Oeste, Nordeste e Norte, esse tipo de violência é a principal causa de morte entre as mulheres férteis, segundo dados do Ministério da Saúde.

Agência Estado |

Mas o tipo de violência mais grave varia de acordo com a cor da pele das brasileiras. Segundo o relatório do ministério, divulgado ontem, com dados de 2005, o acidente de transporte representa o maior risco para mulheres brancas (7,1 mortes para cada 100 mil entre 10 e 49 anos). Já para as negras e pardas, os homicídios são a 2ª causa e apresentam um risco 3 vezes maior em comparação às brancas.

A maior incidência de negros nas estatísticas de homicídios é repetida independentemente do sexo. Na Paraíba, por exemplo, os assassinatos de negros superam em 9 vezes os de brancos. “Não podemos falar em redução das causas de mortes violentas, que ainda são significativas ”, afirma o diretor do Departamento de Análises de Situação de Saúde (Dasis), vinculado ao Ministério da Saúde, Otaliba Libânio. As informações são do Jornal da Tarde .

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG