Publicidade
Publicidade - Super banner
Brasil
enhanced by Google
 

Violência e criminalidade preocupam eleitores, revela pesquisa

A violência e a criminalidade desbancaram o desemprego como principal problema do País. Isso é o que mostra a pesquisa CNT/Sensus, divulgada nesta segunda-feira.

Agência Estado |

 

No levantamento feito em janeiro junto a 2 mil entrevistados, a violência foi citada como o problema que mais incomoda, por 22,9% das pessoas.

Na primeira edição da pesquisa, feita em março de 1998, o principal mal do País era o desemprego, citado, na época, por 57% dos entrevistados. Já em janeiro passado, apenas 19% mencionaram o desemprego.

Por outro lado, aumentou a percepção de que a corrupção cresce no País. Se em setembro de 1998, 56% dos entrevistados avaliavam que a corrupção crescia, em janeiro passado, 69,4% manifestaram essa opinião.

Escolha do candidato

A pesquisa também captou uma mudança de postura dos eleitores na definição do voto. Segundo o levantamento, 55,5% disseram que o que mais levarão em conta na hora de escolher o próximo presidente é a opinião própria. Em julho de 1998, a opinião de amigos e familiares preponderava, mencionada por 30% dos entrevistados. Para a próxima eleição, apenas 14,2% dos entrevistados disseram que o que vão levar em conta é a opinião de terceiros.

A imprensa também teve reduzido o seu papel na formação do voto. Em julho de 1998, 24% diziam que levavam em conta o que viam na televisão para votar. Esse porcentual caiu para 13,8% em janeiro passado. Já no que se refere aos jornais, o porcentual dos que dizem que o que mais levam em conta é o que está publicado, caiu de 10%, em julho de 1998, para 3,9% no mês passado.

Já a propaganda eleitoral gratuita, que influenciava 14% dos entrevistados, em 98, caiu para 6,3%.

Leia mais sobre: pesquisa

Leia tudo sobre: pesquisa

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG