Vigilante é suspeito de ter matado cliente em loja da Casas Bahia

SÃO PAULO - Um vigilante foi preso em flagrante, na noite de segunda-feira, suspeito de ter atirado e matado um cliente dentro da loja Casas Bahia em que trabalhava, localizada no bairro do Campo Limpo, na capital paulista.

Redação |

Acordo Ortográfico

Segundo o boletim de ocorrência, Alberto Milfont Júnior, de 23 anos, estava comprando um colchão acompanhado da namorada e, enquanto a esperava para pagar a conta, acabou por se envolver em uma discussão com o vigilante Genilson Silva Souza, de 29 anos.

Conforme a Secretária de Segurança Pública (SSP), a discussão não tinha motivo aparente e terminou com uma troca de ofensas. A polícia informou que, enquanto discutiam, Júnior duvidou que Souza pudesse atirar no cliente. Em resposta, o vigilante teria disparado e atingido o rosto da vítima. Ferido, Júnior foi socorrido ao Hospital do Campo Limpo, onde não resistiu e morreu.

A assessoria de imprensa da Casas Bahia foi procurada pela reportagem do Último Segundo e afirmou que os fatos ainda estão sendo apurados e que está à disposição para cooperar no que for necessário com a investigação policial.  A segurança das lojas da rede, segundo a assessoria, é terceirizada e exigirá dos responsáveis os devidos esclarecimentos.

Leia mais sobre: violência

    Leia tudo sobre: violência

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG