Vigilância confirma 21 casos de leptospirose em SC

Vinte e uma pessoas contraíram leptospirose em Santa Catarina entre 22 de novembro a 9 de dezembro. O total de casos confirmados foi anunciado hoje pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Estado da Saúde.

Agência Estado |

Outras 276 notificações de suspeita da doença estão em análise e 76 já foram descartadas.

Itajaí apresenta o maior número de ocorrências confirmadas da doença: cinco. As cidades de Guabiruba, Joinville e Camboriú acumulam dois casos cada uma. Os demais são de moradores de São José, Guaramirim, Brusque, Gaspar, Navegantes, Palhoça, Timbó, São Francisco do Sul, Tijucas e São João Batista.

Segundo a Secretaria da Saúde, o período de incubação da leptospirose, que é transmitida por roedores domésticos, vai de um a 30 dias após o contato com o agente infeccioso e os sintomas variam desde febre alta, dor de cabeça e dores musculares, até quadros mais graves, como insuficiência renal, hemorragias e alterações neurológicas que podem levar à morte.

Veja também:

Leia mais sobre: Santa Catarina

    Leia tudo sobre: santa catarina

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG