Vídeos da Warner voltam ao YouTube após um ano de disputa

A gravadora norte-americana Warner Music (WMG) anunciou nesta terça-feira que chegou a um acordo com o Google e sua filial de vídeos na internet YouTube para retomar a partir do final do ano a divulgação de seus clipes.

AFP |

Os termos financeiros do acordo não foram revelados, mas a WMG explicou que os fãs do YouTube poderão agora "ter acesso a vídeos e a outros conteúdos ligados à música dos artistas da Warner Music Group".

A Warner havia pedido em dezembro ao YouTube que retirasse os vídeos de todos os seus artistas, entre eles os de Madonna, Aretha Franklin, Eric Clapton, R.E.M., Missy Eliot e Linkin Park, após uma divergência financeira relacionada com o seu acordo de exibição.

"O acordo se baseia em compartilhar as receitas obtidas com publicidade nos vídeos, e isso é bom para todos os envolvidos: os artistas e os selos podem ganhar dinheiro com seus vídeos e a comunidade do YouTube vai ser beneficiada", indicou o diretor de desenvolvimento de associações do YouTube, Chris Maxcy, em uma mensagem aos usuários.

Com o retorno da Warner, as quatro maiores gravadoras estarão agora presentes no YouTube.

chr-gc/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG