Vice-procuradora geral defende que Arruda siga preso

A vice-procuradora-geral da República, Deborah Duprat, defendeu hoje a permanência na prisão do governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (ex-DEM). Em parecer encaminhado ao Supremo Tribunal Federal (STF), Deborah afirma que a decisão que determinou a prisão de Arruda está correta.

Agência Estado |

O STF poderá julgar na próxima semana um pedido de habeas corpus feito pela defesa de Arruda com objetivo de libertá-lo. O governador está preso desde o dia 11 por ordem do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

No parecer, Deborah Duprat repudiou o argumento da defesa de que a prisão teria sido resultado apenas do clamor popular. "É imprópria a alegação de que a prisão, nesse caso, resultou de mero clamor popular. Não se pode negar, é bem verdade, que este exista. É preciso estar bastante distante do mundo real para não se aperceber que há um cansaço da população brasiliense em relação à 'política' de favores, à corrupção em larga escala, envolvendo agentes políticos dos mais graduados e, principalmente, a sua expectativa de que esse estado de coisas possa mudar", afirmou.

A vice-procuradora disse que a prisão é necessária para garantir a investigação e a futura instrução processual, livrando-as de influências que possam comprometer o convencimento dos julgadores. "Ainda que o governador não tenha atuado diretamente, os indícios de sua participação no episódio são numerosos", afirmou Deborah.

Segundo a vice-procuradora, o primeiro e mais importante indício é de que ele seria o principal beneficiário de um eventual testemunho e de uma carta que desqualificasse Durval Barbosa, delator do esquema do mensalão no governo do Distrito Federal.
"Enfim, a decisão que decretou a preventiva não padece de vício algum: não estava a depender de qualquer condição de procedibilidade e descreve minudentemente fatos que põem sob grave risco a investigação criminal e a ordem pública", concluiu a vice-procuradora.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG