Viana conta com ¿traidores¿ do PMDB e DEM para se eleger presidente do Senado

BRASÍLIA - O senador Tião Viana (AC), candidato do PT à presidência do Senado, disse nesta segunda-feira contar com votos do PSDB, DEM, PMDB e PTB para se eleger ao comando da Casa. A eleição dos novos membros da Mesa Diretora do Senado será no próximo dia 2, segunda-feira. A votação será secreta.

Carol Pires, Último Segundo/Santafé Idéias |

De acordo com Viana, entre cinco e sete senadores do PMDB lhe confidenciaram que deixarão de apoiar o candidato peemedebista José Sarney (AP) para votar no PT. Ele não quis relevar os nomes dos parlamentares, pois, na avaliação dele, isso atrapalharia sua estratégia de vitória.

Acredito que tenho de cinco a sete votos dentro do PMDB, tenho votos dos democratas e acredito que tenho votos em outras legendas, como do PTB, que hoje não está muito simpático à minha candidatura, afirmou o senador.

Viana tem o apoio oficial de seis partidos da base aliada do governo. Porém, o petista precisa ganhar o endosso do PSDB para ganhar a disputa, uma vez que as duas maiores bancadas no Senado ¿ PMDB e DEM ¿ apoiam o outro candidato, o senador José Sarney (PMDB-AP).

Acredito que o apoio do PSDB é muito importante. Se tomar a inclinação pela minha candidatura será muito mais fácil minha vitória na segunda-feira, observou Viana.

Leia também:

Leia mais sobre: eleições no Congresso

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG