Viagem pela América Latina vira documentário exibido em Gramado

GRAMADO ¿ Uma viagem pela floresta brasileira em direção ao Peru e à Bolívia, na tríplice fronteira amazônica, deu origem ao documentário ¿Pachamama¿, de Eryk Rocha, que foi exibido ontem na mostra competitiva de longas-metragens do 36º Festival de Cinema de Gramado.

Fabio Prikladnicki |

Não tínhamos roteiro. Tínhamos um trajeto que seria percorrido, e o roteiro foi determinado por isso, explicou Rocha. Produzido este ano, o filme tem como um de seus objetivos registrar o momento em que povos excluídos da América Latina, como os indígenas, começam a obter representação política a partir da reivindicação de seus direitos.

A equipe, segundo o diretor, conseguiu fazer um filme de guerrilha. Não me interessa fazer documentário antropológico ou sociológico, como os que estão em moda, e sim um filme da minha vivência naquela viagem, da minha relação com aquela realidade, disse.

Com duração de 100 min., o documentário é um recorte de 80 horas de material filmado. Desde a realização da viagem, a equipe já tinha uma proposta para que o material não utilizado se transformasse em uma série televisiva intitulada Da Selva à Cordilheira, que deve ir ao ar em setembro no Canal Brasil e na TVE do Paraná.

Ambientado principalmente fora do país, o filme também aspira a uma reflexão sobre a realidade brasileira. O documentário quer pensar o Brasil através da realidade vivida no Peru e na Bolívia. É só na diferença que conseguimos nos reconhecer, disse.

Saiba mais sobre Festival de Cinema de Gramado .

    Leia tudo sobre: festival de gramado

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG