Viaduto Sarney pode mudar de nome em Ribeirão Preto

A Câmara de Ribeirão Preto (SP) aprovou, na sessão de ontem, a mudança do nome do viaduto José Sarney, na região central. O vereador Walter Gomes (PR), autor do projeto, alega que o nome de Sarney, envolvido nos escândalos dos decretos secretos e nomeações de parentes, estaria sujando a cidade.

Agência Estado |

Se a mudança for aprovada, o viaduto receberá o nome da primeira linotipista do País, Jandyra Camargo Moquenco, falecida recentemente. A obra viária foi construída na gestão do então prefeito João Gilberto Sampaio (1983-1988), e inaugurada justamente no período em que Sarney era o presidente do Brasil.

Dos 20 vereadores, 17 foram favoráveis à mudança, houve duas abstenções e o presidente do Legislativo, Cícero Gomes da Silva (PMDB), não votou, embora tenha assinado a propositura do projeto e concorde com a alteração. Agora, o projeto de lei seguirá para a prefeita Dárcy Vera (DEM), que terá 15 dias úteis para sancioná-lo ou não.

Gomes disse que apresentou denúncias contra o senador do PMDB, do Amapá, e contra sua família, que tem base no Maranhão. "A insatisfação era total, e a população de Ribeirão Preto estava triste ao lembrar que o nome dele estava num viaduto daqui", comentou o vereador.

"No Maranhão, só não tem nome da família Sarney em presídio, onde ele deveria estar", enfatizou Gomes. Gomes também argumentou que o ato de homenagear pessoas vivas em obras públicas é vedado pela Constituição Federal.

O vereador aguarda a sanção da prefeita, que está viajando hoje e não foi localizada pela reportagem. "Acredito que ela (Dárcy) irá sancionar o projeto, pois gosta de transparência", destacou Gomes, acrescentando que Sarney teria sujado o nome da classe política devido às últimas denúncias contra o presidente do Senado.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG