Watchmen estréia em março de 2009 - Brasil - iG" /

Versão para o cinema de Watchmen estréia em março de 2009

Londres, 14 nov (EFE) - Watchmen, a última adaptação para o cinema de uma história em quadrinhos de super-heróis, mas desta retratando-os como pessoas comuns, será lançado em 6 de março de 2009 com muita ação, cenas de luta e músicas de Bob Dylan.

EFE |

No entanto, desta vez não se trata da adaptação de uma história em quadrinhos qualquer, mas da HQ de Alan Moore e Dave Gibbons, uma obra cultuada até por pessoas que não gostam do gênero.

Em entrevista em Londres para exibir 30 minutos do filme, o diretor Zack Snyder, responsável por "300", reconheceu que quando recebeu a proposta de fazer a produção, pensou duas vezes.

No final, decidiu apostar em Watchmen" e mudar o final da história original, sabendo que, se no fim a aventura não for bem-sucedida, terá sido "sua culpa".

Snyder disse que o filme, rodado em Vancouver, no Canadá, e que ainda não está totalmente finalizado, terá duas horas e meia de duração, mas haverá uma versão de três horas e meia para DVD.

O elenco inclui Patrick Wilson, Jackie Earle Haley, Malin Akerman, Billy Crudup, Matthew Goode e Jeffrey Dean Morgan.

"Watchmen" se passa na década de 1980 em um Estados Unidos que têm como presidente Richard Nixon e a guerra nuclear com a União Soviética é iminente.

O filme conta as piores horas de heróis aposentados à força que se reúnem para investigar o assassinato de um de seus companheiros.

O diretor, que admitiu que pediram que não houvesse excessiva violência e cenas sexuais no filme para que seja apta para os espectadores mais jovens, indicou que na produção há heróis dos quais as pessoas não gostam, que fazem as coisas erradas e que nela o "vilão" deseja a paz mundial.

Snyder tentou que o escritor Alan Moore, também autor de "V de Vingança" e "From Hell", fizesse parte do projeto, mas que ele recusou por ter vivido "más experiências com Hollywood".

Já o ilustrador Dave Gibbons contribuiu ao processo criativo e esteve presente no ato de hoje. EFE vmg/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG