Vereadores são multados por uso de nota fria no Recife

Quinze vereadores eleitos e 10 ex-vereadores do Recife foram condenados hoje pela Segunda Câmara do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PE) a pagar multas que variam de R$ 2,5 mil a R$ 9 mil, por terem usado notas frias para justificar gastos da verba de gabinete - para pagamento de telefone, correio, combustível - nos anos de 2006 e 2007. Além de pagar multa de R$ 9 mil, um deles, Vicente André Gomes (PC do B), terá de devolver R$ 44.

Agência Estado |

093,27 - total da prestação de contas com notas inidôneas.

Todos os outros já haviam devolvido o valor correspondente aos gastos justificados com notas falsas ou repassadas por empresas fantasmas. Já o ex-presidente da Câmara de Vereadores Josenildo Sinésio (PT), embora não fizesse parte da lista dos que usaram notas frias, foi condenado a pagar uma multa de R$ 5 mil "por atuação ineficiente no controle interno da Câmara", de acordo com voto do conselheiro e relator Marcos Loreto.

O uso irregular da verba indenizatória somou perto de R$ 900 mil, segundo levantamento dos auditores do TCE e foram praticadas por vereadores de vários partidos - PT, PSDB, PV, DEM, PMN,PTB, PRB, PMDB. O escândalo provocou, em agosto, a modificação na liberação de recursos para pagamento de gastos dos vereadores. Os condenados pelo TCE irão recorrer das multas.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG