Vereadora é presa por tentar mudar depoimento de vítima

SÃO PAULO - A vereadora do PSDB em Murutinga do Sul Regina Neife Jordão de Paiva, de 44 anos, foi presa nesta terça-feira em flagrante pela Polícia Civil da cidade, localizada no noroeste paulista. Ela é acusada de ter tentado mudar os depoimentos de dois garotos vítimas de pedófilos.

Agência Estado |

Um primo da vereadora, que está em seu quarto mandato, estaria envolvido na rede de abuso de crianças e jovens na cidade, a segunda desbaratada pela polícia neste mês.

Para livrar o parente da prisão, Regina, segundo um delegado, ofereceu vantagens financeiras a duas mães, para que elas convencessem os filhos a mudar os depoimentos na delegacia.

A vereadora também teria emprestado um gravador a uma mulher, para que ela gravasse a fala de um menino, filho da vizinha. Apreendemos o gravador e o enviamos para a perícia em Andradina. Ainda não ouvimos a gravação, afirmou o delegado. O gravador pertence à prefeitura, segundo o policial.

O inquérito está sob segredo de Justiça, para preservar as vítimas. Além da vereadora, transferida para a Cadeia Pública Feminina de Mirandópolis, outras quatro pessoas são acusadas de tentar comprar testemunhas.

Há mais pessoas sob investigação e que poderão ser detidas, segundo o delegado, sem citar nomes. Em meados deste mês foram denunciados 28 acusados de pedofilia também em Murutinga do Sul. Três pessoas são consideradas foragidas pela polícia. As informações são do jornal "O Estado de S. Paulo".

Leia mais sobre: abuso de crianças

    Leia tudo sobre: pedofilia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG