Ventania em SP foi formada no Paraguai, diz CGE

A forte ventania que atingiu São Paulo na tarde de ontem, causando vários estragos na cidade, foi provocada por uma área de instabilidade em altitude, que foi formada há alguns dias no Paraguai, segundo informações do Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE). Após ser formada no sul do País, na divisa com o Paraguai, e se dirigir para o sudeste do Brasil, a área de instabilidade permitiu a formação de muitas nuvens, por conta da circulação dos ventos em alta pressão e em grande altitude, permitindo a formação do vendaval, de acordo com o CGE.

Agência Estado |

A propagação dessas áreas vindas do interior causaram, além da ventania, pancadas de chuva e descargas elétricas na Grande São Paulo. Por cerca de uma hora, foram registradas rajadas de vento de 77 km/h no aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo, 42km/h no Butantã, zona oeste, e 34km/h no bairro Ermelino Matarazzo, na zona leste, próximo a divisa com Guarulhos.

Esse tipo de fenômeno, comum neste período de transição entre o verão e o inverno, devido à instabilidade da atmosfera, de acordo com o CGE, permite também a formação de muito gelo e pode haver chuva de granizo, raios ou rajadas de vento em pontos localizados, como aconteceu ontem nas cidades de Cotia, Porto Ferreira, Santos e São José dos Campos. De acordo com o CGE, depois de passar por São Paulo, a área de instabilidade se dirigiu para a região do ABC paulista, para a Baixada Santista e para o Vale do Paraíba, seguindo para o Oceano.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG