Veja como estão os serviços no Rio de Janeiro nesta quarta-feira

A chuva que atingiu o Rio de Janeiro entre a noite de segunda-feira e terça-feira foi a maior já registrada em décadas e provocou o caos no Estado. Na capital fluminense as ruas foram tomadas pela água e, com isso, moradores ficaram impossibilitados de saírem de casa. Aeroportos fecharam, trens e metrôs tiveram a circulação prejudicada e o trânsito parou na cidade. Nesta quarta-feira, a situação é mais tranquila em todo o Estado e as pessoas tentam retomar a rotina.

iG São Paulo |


Arte iG

Metrô

Segundo a concessionária Metrô Rio, a circulação das composições segue normal nas Linhas 1 e 2. O intervalo entre os trens é de 5 min e 40 seg.

Trens

A concessionária SuperVia informa que a circulação de trens segue normal em todos os ramais, com intervalos regulares entre as composições.

Barcas

De acordo com a Barcas S/A, as operações em todas as linhas seguem normais nesta quarta-feira, com intervalo de 10 minutos.

Aeroportos

O aeroporto Santos Dumont opera com o auxílio de instrumentos para pousos e decolagens por causa da intensa neblina na região do Aterro do Flamengo. Já o aeroporto do Galeão está operando normalmente.

Educação

As aulas nas escolas das redes municipal e estadual do Rio de Janeiro serão retomadas nesta quinta-feira , depois de terem sido suspensas por dois dias, devido às fortes chuvas que atingiram a capital fluminense.

Energia elétrica

No Rio, trechos de dez bairros sofre com falta de luz, segundo a concessionária Light. São eles: Tijuca, Botafogo, São Conrado, Jardim Botânico, Gávea, Jacarepaguá, Barra, Campo Grande, Piedade e Senador Camará. Ainda não há previsão para a normalização da situação.

Em Niterói, a concessionária Ampla informa que ruas dos bairros Largo da Batalha, Santa Bárbara, Pendotiba, Itaipu e Fonseca estão com o fornecimento de energia prejudicado.

Em São Gonçalo, há problemas nos bairros Portão do Rosa, Salgueiro e Jardim Catarina e Barro Vermelho. Segundo a Ampla, algumas regiões do município de Maricá também estão sem luz.

A concessionária informa que a chuva tem atrapalhado os trabalhos para o restabelecimento da energia. No entanto, cerca de 400 técnicos estão trabalhando em regime de contigência para resolver o problema. 

Dia de caos

Na terça-feira,  Rio de Janeiro viveu um dia de caos. Foram registradas mais de 100 mortes, sendo a maioria vítimas de deslizamento de terra, e 202 pessoas ficaram feridas após uma forte chuva que atingiu o Estado.

Esta é considerada a pior chuva já vista no Rio de Janeiro . Em 24 horas, o número de mortos superou o registrado nos quatro meses de verão em São Paulo.


Dramas e relatos

Leia também:

Leia mais sobre: chuvas

    Leia tudo sobre: rio de janeiro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG