Um vazamento de óleo na refinaria da Petrobras Landulpho Alves, em São Francisco do Conde, no Recôncavo Baiano, contaminou a Baía de Todos os Santos e teria atingido pelo menos duas praias na região. Segundo a assessoria de imprensa da estatal, ainda não se sabe a causa do vazamento nem a quantidade da substância despejada no mar.

A mancha, segundo técnicos do Instituto do Meio Ambiente (IMA) do Estado, teria avançado por dois quilômetros a partir do local do vazamento.

A empresa informou que o óleo é uma mistura de água com hidrocarboneto - incolor, mas viscoso e com forte cheiro - e a maior parte do que vazou ficou retida no canal de água que liga a refinaria à baía. Funcionários da estatal estariam tentando bloquear o avanço do óleo e fazer a limpeza da água na região. Eles contam com o auxílio de dez embarcações e de um helicóptero.

Em nota, o IMA informou que acompanha os trabalhos de limpeza e ainda está em fase de apuração das causas do vazamento, da extensão, dos danos ambientais provocados, bem como da responsabilidade da empresa. "Tão logo disponha das informações completas, o IMA anunciará as providências que serão adotadas, de acordo com a legislação estadual de meio ambiente", afirma o texto.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.