Tamanho do texto

Um vazamento de gás do Laboratório de Análises Clínicas do Departamento Médico da Câmara interrompeu hoje todas as atividades nas comissões da Casa. As reuniões e audiências públicas foram canceladas e agentes de segurança retiraram todos os que estavam nos anexo 3, onde funciona o serviço médico, e 2.

Soldados do Corpo de Bombeiros chegaram em três caminhões e tentavam identificar a causa do vazamento.

Um funcionário do serviço médico teve dificuldades de respiração e irritação nos olhos e foi atendido com suspeita de intoxicação. Segundo a Secretaria de Comunicação da Câmara, há a suspeita de que o gás que vazou seja do tipo 2-beta-mercapto etanol, que pode causar tontura, mal-estar e coceiras. O prédio principal da Casa, onde fica o plenário, não foi esvaziado.