Vaticano devolve à Grécia fragmento do Partenon

ATENAS ¿ O Museu Gregoriano Etrusco do Vaticano devolveu hoje à Grécia, em forma de empréstimo, um fragmento do templo do Partenon da Acrópole de Atenas, que o Governo grego vinha reivindicando há 18 anos.

EFE |

O objeto de mármore tem 0,24 metros de altura e 0,25 de largura e representa parte da cabeça de uma estátua de um homem que levava uma fonte de prata ou cobre nos ombros. Faz parte da representação de uma procissão de uma festa religiosa na qual jovens levavam oferendas e presentes, segundo relatou Aristófanes em uma de suas obras.

Os arqueólogos gregos calculam que o fragmento foi roubado em 1867 durante a disputa entre os venezianos e os turcos do Império Otomano, que dominavam a Grécia. Décadas depois, essa e outras peças chegaram nas mãos do cônsul da Inglaterra nas ilhas gregas jônicas. Em 1804, a viúva do diplomata ofereceu como presente ao papa Pio VII o fragmento, agora devolvido.

O ministro da Cultura grego, Mijalis Liapis, qualificou hoje a devolução como um gesto de "muita importância devido a que provém do Vaticano e de um dos museus maiores e mais importantes do mundo".

Durante a cerimônia de entrega do fragmento no Museu da Acrópole de Atenas, o ministro afirmou que "esse gesto constitui um exemplo para outros, para restaurar os mármores do Partenon, um pedido grego e da comunidade internacional".

O fragmento foi colocado na exposição permanente do novo museu que conta com uma seção dedicada às partes do Partenon que foram transferidos da Acrópole ao novo edifício e à espera das peças que faltam e que se encontram principalmente no Museu Britânico de Londres.

    Leia tudo sobre: arqueologiagrécia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG