Vaticano apóia descriminalização da homossexualidade

A Igreja Católica Romana é a favor da descriminalização da homossexualidade, ou seja, é contra que gays sejam encarcerados, julgados e punidos por serem homossexuais, disse hoje o porta-voz do Vaticano, o padre Federico Lombardi, em declarações reproduzidas pela agência Ansa da Itália. Ele ressaltou, no entanto, que a Igreja é contra o casamento gay - o matrimônio entre homem e mulher é o único que a Igreja apóia e não aceita colocar no mesmo patamar casamentos entre pessoas do mesmo sexo, disse Lombardi.

Agência Estado |

"A Igreja é a favor da descriminalização da homossexualidade, ela não apóia leis penais que considerem crime a homossexualidade", disse.

Em vários países islâmicos regidos pela Sharia, a lei islâmica, a homossexualidade é crime. Lombardi deu a declaração no contexto de críticas recentes feitas por grupos de defesa dos direitos do gays, de que a Igreja não apoiaria o fim da descriminalização da homossexualidade em vários países. Ele ressaltou que nenhum texto sobre a descriminalização do homossexualidade foi apresentado até agora na Organização das Nações Unidas (ONU) e por isso "estamos falando de um assunto misterioso, de uma maneira vaga". As informações são da Agência Ansa.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG